5 dicas essenciais para acertar na reforma da sua casa

Quando se trata de deixar a casa do jeito que queremos, dicas para reformas nunca são demais. Seja para quem é principiante no assunto, seja para pessoas que viveram reformas turbulentas no passado, é sempre bom buscar novas referências e a opinião de especialistas para fazer tudo da melhor maneira possível.

Pensando nisso, reunimos aqui 5 dicas essenciais para você acertar no planejamento da reforma de sua casa. Confira!

1. Dicas para reformas? Faça uma lista de desejos

Parece muito fácil elaborar uma lista do que desejamos, e muitos podem achar esse o tópico menos complicado de ser resolvido. No entanto, aqui não entram apenas os nossos “sonhos de consumo”, como uma jacuzzi ou um jardim de inverno incrível. Na verdade essa lista de desejos serve também, e principalmente, para considerar aqueles pontos que são realmente importantes, como o número de cômodos que sua casa precisa ter e quais áreas comuns você gostaria de evidenciar.

Esta é a ocasião ideal para pesquisar referências e inspirações que serão transmitidas ao arquiteto. Informações que devem conter o estilo de decoração que você deseja. Com essa pesquisa, você também começará a compreender melhor o conceito a ser usado. Muito mais do que pequenos desejos que podem ser esquecidos com o tempo, sua lista lhe ajudará a definir o essencial, ou seja, aqueles pontos que farão de sua casa um lar.

2. Contrate uma equipe profissional

Dificilmente você conseguirá alcançar um resultado desejável na sua reforma sem contar com uma equipe que entenda do assunto. Então, se existe um ponto em que você não deve economizar é na hora de contratar os profissionais responsáveis.

Assim, converse com amigos e familiares que tenham passado por uma reforma recentemente e peça indicações. Você também pode procurar na internet por arquitetos com portfólio em área compatível com o seu projeto.

Feito isso, entre em contato primeiramente com um arquiteto de confiança e, se você estiver inseguro, não hesite em orçar e fazer o projeto com mais de um profissional. A equipe escolhida deve compreender os seus anseios, além de estar aberta a possíveis mudanças, sempre lhe explicando tudo quantas vezes for necessário.

A partir daí, o profissional ou escritório escolhido para assumir o seu projeto lhe orientará da melhor forma sobre a contratação da mão de obra e os próximos passos a serem dados na reforma.

3. Pesquise valores e delimite um orçamento

Antes mesmo de ir atrás dos profissionais para colocar o seu sonho em prática, você precisa ter uma noção bem clara de qual será o orçamento máximo e mínimo da sua obra. Inicialmente você pode trabalhar com números relacionados às suas economias ou possíveis empréstimos e financiamentos. Reflita bem: quanto você pode investir?

Depois disso, o ideal é que você comece a pesquisar os valores reais do projeto, desde mão de obra até os materiais de acabamento. Dessa forma você conseguirá analisar se o seu orçamento inicial confere com os valores de mercado estimados pelas tabelas padrão do seu estado.

A partir dos valores encontrados, uma dica importante é que você procure manter o mínimo de fornecedores possível para não misturar valores, prazos e contratos. Aliás, não se esqueça de guardar todas as notas fiscais de compras para evitar quaisquer problemas financeiros futuros.

Com esse orçamento estipulado, você poderá estabelecer os limites de gastos por etapa da obra, sempre com uma margem de erro para mais e para menos, já que os temidos imprevistos sempre podem acontecer. Todo esse planejamento será extremamente importante para que, ao final da reforma, as contas batam e tudo seja finalizado sem correria nem dor de cabeça.

4. Monte um cronograma 

Mesmo que você não esteja com pressa para terminar a obra, é imprescindível ter um cronograma a ser seguido, pois de nada adianta seguir diversas dicas para reformas se você não tiver um foco. Caso contrário, vai parecer que a sua reforma não terá fim, já que os profissionais não precisarão necessariamente lhe dar preferência e exclusividade.

Diante disso, é importante que você tenha metas bem definidas e exija — de si mesmo e da equipe envolvida — comprometimento com o planejamento. Estabeleça datas para a entrega de cada etapa da obra, dividindo em partes como demolições, manutenção elétrica, projeto de iluminação, aplicação de gesso, reforma do piso, instalação de tomadas e luzes, primeira parte da pintura, instalação dos móveis planejados, retoques de pintura e/ou papel de parede e finalização dos acabamentos.

Tendo em vista que os profissionais estarão lá para atendê-lo, você também precisa estar atento aos pagamentos, pedidos de compra de materiais e possíveis documentações necessárias. Mantendo-se atento a essas questões, sua reforma acontecerá com muito mais rapidez e tranquilidade.

5. Considere espaços funcionais e móveis planejados

Já na hora de criar o projeto da reforma, é preciso deixar bem alinhado com o arquiteto quais as reais necessidades e aplicações de todos os cômodos da casa. Por esse motivo, é importante que o profissional tenha um certo entrosamento com a família toda para conseguir visualizar mais facilmente as diferentes personalidades e alcançar o projeto ideal para a mobília da casa, além dos detalhes finais da decoração.

Nesta parte do projeto, a funcionalidade dos móveis planejados é essencial, pois eles aliam beleza e praticidade. Novamente, as referências visuais podem ser positivas, contanto que conversem bem com os espaços da sua casa. Essa é uma das maiores vantagens dos móveis planejados: aproveitar totalmente os espaços disponíveis, criando uma decoração equilibrada e harmoniosa que atenda  às necessidades dos moradores.

Se ainda tiver dúvidas de como a mobília sob medida pode facilitar a sua vida, confira nossa postagem com ideias para aproveitar melhor os espaços disponíveis na sua casa. São ótimas dicas para quem mora em casas e apartamentos menores.

Gostou das nossas dicas para acertar na reforma da sua casa? Tem alguma outra ideia que pode ser útil para uma reforma? Então deixe um comentário e entre para a conversa!

Gostou? Compartilhe!